Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

Aquelas quatro paredes

A sala é pequena e, às vezes, quente. Olho de novo. Não é tão pequena assim. Eu que pareço ocupar muito espaço com todos os meus pensamentos. O calor vem do sol que bate nos vidros da janela, mas também da figura acolhedora que se posiciona em uma poltrona à frente. Não existe divã, que bom! Tenho essa necessidade estúpida de me manter no controle de tudo. Tirar os pés do chão e ficar de costas não me faria mergulhar mais afundo.

Meus pensamentos logo viram palavras. Anseio por uma guiada, senão nada do que digo terá sentido ou começo, meio e fim. Percebo minha ansiedade e euforia. Tudo pq tenho a chance de me expressar sem pressa, sem interrupções. Lembro dos diálogos familiares sempre frustrados por ninguém se ouvir de fato. Logo, concluo minha carência.
Terá saído desse lugar a vontade de divagar publicamente (para além de meus caderninhos?). Não sei. Minha fala é comumente enfática, mas não ouso querer mudar a opinião do outro. Se vc me conhece, deve estar duvidando disso. Mas, em…

Visitas domiciliares a mães puérperas

Dia desses, bati um papo filosófico com a Eliana Rigol (@maternitylivre) e queria vir aqui contar sobre o resultado dessa experiência que até agora está mexendo comigo! Eliana é dessas mulheres diferenciadas que emanam força e despertam muita admiração. Espírito livre lifestyle, acompanho suas reflexões há pouco mais de 1 ano e isso tem sido alimento riquíssimo pra minha alma. Mulher multifacetada, ela me ensina que desperdício é viver com medo da ação. Eu, particularmente, sempre fui meio cagona. Um caso clássico da Síndrome do Impostor. Facilmente, desdenho das minhas potencialidades e sinto-me uma fraude. Mas tenho me trabalhado para reverter isso, porque a vida é finita e eu quero aproveitar ao máximo minha passagem. 
Parte desse meu processo tem envolvido conhecer mulheres que me inspiram. Seja por documentários, livros ou pessoalmente (esses encontros tem sido mágicos). Nós, mulheres, somos incríveis quando nos unimos! O feminino tem uma força-vida potente que gesta, que pari, qu…