Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

Mãe que trabalha fora

Estava aqui me aventurando pelos arquivos antigos do blog e percebi que uma das últimas postagens que fiz foi logo que entrei no meu trabalho. Empresa gigante e inúmeras possibilidades de encarreiramento. Quando criança, a minha primeira resposta àquela pergunta infame que nós adultos insistimos em fazer - "o que vc quer ser quando crescer?" - era "ser mãe". Mas eu tinha outras opções em mente, pensava em ser empresária, tal qual meu pai. Ou executiva de uma multinacional. Achava lindo! Sonhava ser gente que manda em gente se equilibrando num salto alto agulha e desfilando tailleur de grife.
Já me afundei em lamúrias por não ter alcançado esse posto de mulher de negócios tipo capa da Forbes. Do alto dos meus 15 anos, achava que aos 30 eu estaria no auge da minha brilhante carreira. Quanta inocência. Não foi nada disso. Aquele desejo infantil era mais forte. Tornei-me mãe menos de 1 mês depois de cortar o bolo dos 20 anos. E a comemoração dos 30 anos foi pouco depois…