Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

As primeiras 24 horas com fraldas laváveis

Fiquei MUITO feliz quando elas chegaram! Eu estava há muito tempo querendo aderir às fraldas laváveis... mas demorei uns 4 meses para fazer do desejo realidade. Isso porque tinha medo de gastar dinheiro que não tenho com algo que não desse certo. Pesquisei, pesquisei, conversei, conversei... fiz questão de conhecer marcas nacionais antes de apelar para as "gringa" (até porque achava que sairia mais barato... ledo engano!) para dar uma força ao que é nosso, feito por gente como a gente!rs Mas no final das contas acabava sempre ouvindo a mesma coisa... que a BumGenius era uma das melhores... que não vazava nada. Bom, como o que é good nós num have ($$$) resolvi fazer o investimento na marca que se mostrava garantia de sucesso.
As primeiras 24 horas não poderiam ter sido melhores! Sucesso TOTAL! 
Não tive problemas para ajustar o tamanho da fralda na Joana. Esse modelo que comprei (4.0) é One Size, ou seja, vai do bebê recém-nascido até os seus 16kg. Joaninha já deve estar com un…

Furacão La Niña

.
.
.
.
.
.
.


Sorte boa

Eu e Júlia assistindo tv.
A menina do programa ia ganhar um irmãozinho e estava triste porque queria uma irmãzinha.


Júlia: Mãe,  ela queria uma irmãzinha...


Eu: Sim, filha...


Júlia: Como eu fui sortuda, né mãe?? Ganhei a 
Joaninha!



Sortuda sou eu, minha filha, que ganhei vocês duas!

Sobre nascimentos e lançamentos

Quando eu estava grávida da Júlia só conseguia pensar em bebê, maternidade, enxoval, novas responsabilidades... do auge dos meus 19 anos eu passava horas pesquisando na internet sobre esses e outros assuntos. Foi quando comecei a ficar monotemática. Mas com a cabeça a mil essa era a forma que eu conseguia fazer acalmar a ansiedade... super valeu!
Logo descobri alguns blogs de mães que participavam de uma lista de e-mail's que eu acompanhava (e aproveitava para tirar minhas dúvidas). "Mães Empodeiradas"... ainda existe? Tem alguém aí dessa época? Achei aquilo tudo muito divertido e criei - ainda grávida - um blog para relatar os compassos e descompassos da minha gravidez. Falava muito de enxoval, do desenvolvimento da barriga, falei de frustrações e de perdas. E tudo terminou quando eu relatei o parto. Meu blog acabou ali. Aliás, minha vida online acabou com o nascimento da Juju. Parecia coisa demais para mim. Faculdade, filha e blog. Bobinha...
A gravidez da Joana fez com…

Joana



Faz tempo não passo por aqui pra falar dela. Só dela. Dia 10 passado (olha o tamanho do atraso!) ela completou 9 meses de vida extra-uterina. Resolvi comemorar assando um bolo de chocolate feito com mistura para bolo orgânica! Aprovado! Ao final do dia fomos ao cinema. A primeira vez dela e a minha primeira vez depois que ela nasceu! Que saudades eu estava daquela sala escura, daquela telona gigante e daquela pipoca... hummmm! Ela se comportou super bem! Ficou um pouco inquieta e assustada nos trailers porque, convenhamos, o som fica alto demais. Depois pendurou no peitão e mamou e dormiu o filme inteiro! O filme escolhido foi "Os Pinguins do Papai". Achei bem bacaninha... tipo comédia Jim Carrey mesmo. Super bem feito! Recomendo!
Ah!! Na véspera, dia 09/07, ela começou a engatinhar de verdade e desde então não pára mais em colo nenhum! O negócio dela é chão, chão, chão!!!

De todos os sentimentos ruins...

... o pior para mim: Frustração




Classe gramatical de frustração: Substantivo feminino


Separação das sílabas de frustração: frus-tra-ção


Plural de frustração: frustrações


Possui 10 letras


Possui as vogais: a o u


Possui as consoantes: c f r s t


A palavra Frustração escrita ao contrário: oãçartsurf


Fonte

Por que somos treinadas assim?


 
A Júlia ganhou um livrinho da vovó que eu teria adorado não fosse por um detalhe... você já percebeu só de ver a capa??!
O livro é o "Meu Primeiro Irmãozinho" da Coleção Primeira Vez da Editora Girassol. A história é ótima pra preparar a criança que está prestes a dividir seu reinado... ou para aquelas que, como a Júlia, já são a criança grande da casa e nem sempre acham graça disso.
A leitura estava bem gostosa até quando lá pelas tantas a mamãe vai dar mamá pro bebê e... saca uma bela mamadeira (oi?). A Júlia - tão sábia minha pequena Júlia - já deu um jeito de amenizar minha revolta dizendo que a mamãe da história devia ter tirado o leite do peito e colocado na mamadeira... igual ela me viu fazer certa vez para a Joana.
Ufa!! Pelo menos pra minha filha o normal ainda é neném mamar no peito!

O valor da educação

A empregada da minha mãe ganha mais que a professora da minha filha.
Não desmereço o trabalho doméstico... de forma alguma! Aliás, só quem já suou um dia inteiro e ficou com mãos calejadas da vassoura e do rodo pra limpar uma kit (oi?) sabe dar valor a esse tipo de trabalho. Acontece que me preocupo muito com o nível de frustração que a realidade dos salários dos professores gera nesses profissionais. Porque uma atividade tão importante é tão pouco valorizada? Os professores, em sua maioria, trabalham o dia inteiro e ainda precisam preparar aulas ou materiais à noite e aos finais de semana. É uma jornada tão árdua que só sobrevivem os apaixonados. E como é bonito ver a paixão nos olhos de um educador! Além da escala puxada de horários, os professores ainda contam com uma carga extra de pressão dos pais e da própria escola. Pais que muitas vezes não participam da rotina escolar dos filhos, mas que não demonstram qualquer acanhamento em arvorar o indicador e ralhar desaforos e cobranças,…

Obrigado por fumar

Não sou muito de assistir tv, mas o marido adora (na verdade AMA, não vive sem, me trocaria por ela...) e aí, às vezes, no intuito de ficar um pouco com o marido tenho que ficar um pouco com ela também. Outro dia, num desses momentos, assisti uns trechos de "O Astro", nova minissérie da globo. Fiquei impressionada com a quantidade de cenas com atores fumando! Sei que a minissérie é um remake - se é que alguém pensou nisso como justificativa - mas se tantas coisas são adaptadas ou melhoradas... isso poderia ser mais uma delas. Acho que a imagem do fumo é muito forte e poderosa. Ainda mais quando associada a pessoas bonitas, lugares mágicos e momentos de prazer (numa das cenas em questão dois garotões musculosos fumam enquanto jogam conversa fora na praia tomando sol, tá bom assim?). Juro que preocupo, porque diferente do que foi pra mim, quero que minhas filhas cresçam sabendo que cigarro é droga, que não faz a gente mais bonito, nem mais cool.
"Obrigado por fumar" é…

Tudo novo, de novo!

E aí que depois de mudar os comentários eu empolguei e resolvi mudar tudo logo! Gostei desse template, mas quase não o coloquei porque o sol não está sorrindo! Depois imaginei que ele podia ser a representação das minhas sombras e do lado nem tão cor-de-rosa da maternidade.


Ainda não consegui fazer as páginas "Sobre o blog" e "Contato" funcionarem em seus devidos lugares. Estou a espera de uma alma entendida me ajudar. Se habilita??!

Arrumando a casa

Já faz tempo eu queria dar uma melhorada aqui no blog... e uma das coisas que me incomodavam eram os comentários. Aí vi a dica da Thata do Sem Firulas do DISQUS. Então que estou tentando me entender com a coisa... não sei se já comentei por aqui, mas sou meio topeira nesses assuntos htmls. Os comentários estão saindo com a fonte branca e quase não dá pra ler sem selecionar... mas juro que vou dar um jeito nisso. E se alguém já souber como fazer deixa a dica, tá?!!! Não pago, mas agradeço de coração!
Ah! Sem querer apaguei o meu perfil (kkkkkk é pra rir, né?!), mas é bom que eu já coloco em prática outra ideia... deixar uma página separada para o perfil. Assim que descobrir como fazer isso o perfil irá voltar, tá?! Não morram de saudades da minha carinha linda... ela já volta!rs

Dos sonhos e das realizações


  Era uma vez um filho de uma procuradora do trabalho (falecida) que era filha de um desembargador. Ele tem um filho que é advogado concursado e morre de orgulho por ele. Um orgulho tão intenso que é fácil perceber a projeção deslocada. Ele nunca concluiu uma faculdade, mas manteve uma empresa por mais de 20 anos. A empresa nunca trouxe o tanto de status e dinheiro com os quais ele sonhou. E ele nunca cursou Direito. Hoje, no auge de sua crise da meia idade, ele olha para trás com pesar. O passado é repleto de oportunidades descartadas e possibilidades que só tomam vida na fantasia. Triste? Não muito... ele conquistou respeito por onde passou e conseguiu derrubar um muro que nunca devia ter sido posto de pé. Nunca sujou o próprio nome e não sabe nem de longe o gosto da miséria. Uma vida digna, muitos diriam.
Essa história para mim?! Um insight. Eu não quero comemorar meus 50 anos certa de que não fui tudo o que poderia ser. Ou tudo que gostaria de ter sido. Esse ano já irei c…

Do baú da vovó

E ainda funciona!!!

O sono

Boas novas!
Os últimos meses foram bem difíceis por conta do sono (na verdade por conta da falta dele). Joana estava acordando mais ou menos de 2h em 2h. Eu estava MUITO cansada. Tratei de entrar pro time da cama compartilhada... mesmo meio a contragosto do marido. Foi a minha salvação! Pelo menos eu ficava na horizontal e tinha algum momento de descanso. Só que eu não consigo dormir profundamente junto dela. Uma porque a cama fica muito apertada (os bebês são incrivelmente espaçosos!!) e outra porque eu sempre tive receio de machucá-la (eu ou o pai) ou de sufocá-la (porque eu me cubro até os olhos). Enfim, compartilhar a cama funcionava em partes. Funcionava quando a exaustão era tamanha que poder cochilar já era lucro. 
O cansaço estava me deixando um tanto desgostosa da vida. Ficava mais irritada que o normal (lembra que eu sou fera?) e andava também sem vontade de coisa alguma. Lidar com as exigências diárias estava bem difícil e o casamento tava meio largado coitado. O tempo foi pa…